Cosmogonia africana - a visão de mundo do povo Iorubá

“Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá” é um espetáculo de dança afro, com 2 horas de duração, desenvolvido por Aninha Catão e o grupo Tambor de Cumba, com base no texto de Marcelo Monteiro que pretende apresentar o mito da criação do mundo pelas perspectivas do povo iorubá (grupo etnolinguístico africano cujo território se expande pelos países Nigéria, Togo e República do Benin) chegando até o culto aos Orixás, primeiramente enquanto elementos da natureza e posteriormente como ancestrais de prestigio divinizados pelo seu povo e hoje reconhecidos como representação viva desses elementos da natureza. Esses Orixás foram trazidos com os negros iorubás, pela diáspora africana, junto com sua cultura e foram capazes de influenciar diretamente a formação da identidade do povo brasileiro.